Buscar
  • Bruno Percico

Benefícios de contratar um arquiteto

Atualizado: 20 de Mai de 2019



Entenda porque você deve contratar um arquiteto e quais os benefícios que ele pode trazer para a sua obra.


Os projetos tem o objetivo de prever tudo que será executado durante uma obra, fazer orçamento detalhado e cronograma. Costumo dizer que o projeto é o manual de montagem de um edifício. Se você possui um projeto detalhado, será mais fácil de executar, evitando problemas na construção. Projetos bem desenvolvidos geram economia de recursos e utilização de materiais adequados. Além disso, com a cartela de projetos completa, é possível saber quanto custará a obra, fazendo um planejamento financeiro correto.


Benefícios dos projetos em uma obra

  • Orçamento detalhado

  • Cronograma de obra

  • Economia de recursos

  • Utilização de materiais adequados

  • Diminuição de erros na execução

O arquiteto é capacitado durante cinco anos de faculdade para desenvolver e gerenciar projetos, sejam eles residenciais, comerciais e reformas. Muitas pessoas me perguntam, para construir todos estes projetos é necessário o projeto de arquitetura? Sim. O projeto de arquitetura é sempre necessário e indispensável, construindo-se da estaca zero ou reformando.


São profissionais treinados para entender as diversas disciplinas que englobam uma construção, como topografia, estrutura, instalações e conciliar com a legislação vigente pela prefeitura local, código de obras, entre outras coisas. Portanto o projeto de arquitetura deve contemplar em um desenho unificado todas as especialidades complementares necessárias. É dever do arquiteto compatibilizar todas essas informações e prever erros que podem aparecer na construção. Além de analisar todas informações prévias, características do terreno, localização, clima e desenvolver uma proposta adequada ao contexto local e ao gosto do cliente.


Essas informações se transformarão em desenhos técnicos, conhecidos como plantas, cortes e fachadas. Dentro destes desenhos deverão estar todas as informações necessárias para a construção, tais como:

  • Estudo da área e definição do local para melhor implantação do edifício, de acordo com a topografia, aproveitamento do terreno, orientação solar

  • Dimensionamento dos ambientes

  • Localização das alvenarias, paredes, pilares e lajes

  • Localização de portas e janelas, especificando tamanho e material

  • Especificação de pisos e revestimentos

  • Detalhamento de telhado ou cobertura

  • Coordenação dos projeto de estrutura, sendo de concreto, metálico ou madeira

  • Coordenação dos projetos de elétrica

  • Coordenação dos projetos de hidráulica

Também é dever do arquiteto aprovar a construção do edifício na prefeitura. Para isto, é preciso que o projeto esteja de acordo com todas as leis, garantindo que o edifício não oferece riscos aos usuários. Dentre algumas leis que precisamos respeitar no desenvolvimento dos desenhos, estão:

  • As leis da Associação Brasileira de Normas Técnicas

  • Lei de Uso e Ocupação do Solo do município

  • Código de obras do município

Dentre outras especificações que também devem constar no projeto estão:

  • Detalhamento de pisos e revestimentos

  • Especificação de pedras e granitos

  • Forros e iluminação

  • Ar condicionado e ventilação

  • Pintura

  • Marcenaria

Como pode ver, um projeto bem detalhado diminui a possibilidade de erros durante a obra. Este conjunto de desenhos, conhecido como Projeto Completo, é uma pasta de todas as disciplinas envolvidas, onde o arquiteto deve ficar em cargo de coordenar todos esses detalhamentos e assegurar que todos serão executados dentro do previsto.


A aprovação de projetos em prefeitura é responsabilidade do arquiteto, tornando-se responsável técnico perante a legislação. Imagine a complexidade de funcionamento de um edifício onde vivem centenas de pessoas. É uma responsabilidade bastante grande, que pode variar de acordo a dimensão do edifício, a quantidade de usuários e o local onde o empreendimento está inserido.


Além do projeto assinado em prefeitura, o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT, gerado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil), é um documento que serve para garantir a segurança dos usuários do espaço. A reforma de uma cozinha pode gerar problemas no edifício se paredes que tem função estrutural forem derrubadas. A simples troca de um piso da sala de estar ou a colocação de forro de gesso pode afetar a segurança dos usuários de um apartamento. Atualmente, o Registro de Responsabilidade Técnica é obrigatório em qualquer obra ou reforma, pois garante legalmente que um profissional habilitado é o responsável por este trabalho. Isto garante a qualidade do serviço e capacitação dos funcionários contratados. Portanto contrate um arquiteto e todos os profissionais necessários para o bom desempenho da obra. Isso gerará muitos benefícios ao seu projeto e aos usuários.

0 visualização
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube

Envie uma mensagem via WhatsApp, e-mail, navegue por

nossas redes sociais ou agende uma visita:

Rua Dona Maria Umbelina Couto 210, Jardim Guanabara,

Campinas-SP

(19) 99705 3008

contatoambientoarquitetura@gmail.com

ambiento_arquitetura

facabook.com/ambientoarquitetura

Ambiento Arquitetura